Lesbicas

Salve nos FAVORITOS! Todos os dias xvídeos Novos!

Lesbicas Safadas | Videos e Filmes Porno com Lésbicas

Conto erotico de lesbicas estudantes

O encontro no quarto da amiga, era para fazer a tarefa de casa pós aula. Cátia estava concentrada, e queria a ajuda de sua amiga Carol de longa data. As duas estavam deitadas na cama, com suas roupas curtinhas. E por serem lesbicas solteiras poderiam trocar alguns beijos e carícias enquanto aprendiam a atividade.

Carol, loira e jovem. Seu cabelo longo caindo por cima da blusa apertada e branca a deixava sensual. Fazia questão de abrir os primeiros botões da blusa, e deixar um pouco de seus peitos à mostra. Se não provocava os rapazes, as mulheres ficavam com a calcinha molhada, com certeza, quando ela passava pelos corredores. Juntando isso a uma bunda grande e empinada, mal coberta por uma saia curta, ela era um partido para manter os olhos, e sonhar com uma foda incrível.

lesbicas

A amiga Cátia, é o tipo de morena de sonhar e bater punheta sem nem ao menos a ver nua. A roupa a deixava com um rostinho de novinha safada e mulher do pecado. Uma de suas manias quando estudava, era morder os lábios e a ponta da caneta, provocando a Carol enquanto tentava manter a concentração em seu livro.

Não era segredo para ninguém, que a loira tinha uma quedinha pela amiga lesbica deliciosa. Uma vez tomando banho juntas, depois da aula, a loira já se tocou olhando os belos peitos da morena linda à sua frente. Eram pequenos e durinhos como pequenas taças de champanhe, perfeitos para colocar na mão e sugar na boca. Naquela tarde de estudo, com as duas deitadas na cama, cada um com seu livro, ela se viu de novo do lado daqueles peitos os quais já desejou tanto e queria muito colocá-los na boca.

Carícias e gemidos

Carol, estava concentrada lendo seu livro (ou parecia estar). Sorria um pouco, quando sentiu algo suave nas suas pernas. Seria uma mão? Continuou a leitura, e a mão subiu mais um pouco. Era sim uma mão e das poderosas! Eram dedos suaves, fazendo carinho na parte de dentro de sua coxa, indo para cima, bem devagar, na direção do sexo lesbico intenso e gostoso.

A leitura já tinha sido deixada de lado há um tempo, mas Carol ainda fingia olhar o livro. Enquanto isso, mantinha a cabeça para frente, e os olhos fechados. Estava se deliciando com o dedo da amiga, atravessando a lateral de sua calcinha, e buscando um ponto sensível. Adorou quando sentiu a ponta do dedinho feminino bem no ponto certo do seu grelo. O local perfeito para uma gozada e para iniciar uma transa.

Carol não podia resistir mais. Fechou os olhos, virou de frente, e se entregou. A amiga continuou de lado, apenas usando os dedos. Deu beijos no ombro da parceira, enquanto metia um dedo na xoxota molhadinha e perfeita. Entrava e saia algumas vezes, sendo indelicada em alguns momentos... Porque a sensação estava boa demais, tanto dela fazendo, como sua parceira curtindo.

Rapidinho, um dedo tornou-se dois. Tinha um dedão esfregando a xoxota bem forte, e uma penetração quase dupla indo e vindo. Um homem não faria tão bem como essas mulheres transando usando só as mãos. Carol estava aprovando tudo, gemendo de pernas abertas, e com as mãos na barriga, se segurando para não sair da posição e perder o agrado.

Esfregando buceta com buceta

Os estudos já tinham ficado de lado e o foco agora era o gozo. Os beijos calientes, como só as fogosas conseguem, iniciaram enquanto as roupas iam ao chão. Por baixo da bela saia, a Carol ia além do fetiche. Vestia um fio dental branco, e um sutiã de renda, deixando a coleguinha com sua calcinha molhada também.

Agora, Carol estava nua na cama, deitadinha. Cátia era a mestre em provocações, e inspirada em videos de lesbicas transando tirou a roupa toda e foi para cima. Esfregava seus peitos nos da amiga, curtindo sensações tão boas que não poderiam ser ignoradas. Sendo ainda melhor, ela esfregou seus mamilos na outra, fazendo a amante delirar de tesão. Os corpos suados de encontro com beijos trocados e uma língua solta era tudo o que elas precisavam para chegar ao clímax. Mas não seria agora ainda.

Alguns xvideos lesbicas ensinaram a Cátia como ela poderia chupar gostoso uma buceta. Diante da pele lisinha e suave da parceria na cama, ela pensou como isso poderia ser bom e gostoso. E começou. Deu alguns beijos na virilha, carícias ao longo da coxa, mas foi bem no centro das pernas, na parte mais carnuda que houve a maior dedicação na busca por prazer extremo.

Diante da carne deliciosa do corpo feminino a qual lhe fornece tanto prazer de tocar, sentir o cheiro e meter a boca a Cátia sabia exatamente o que fazer. Primeiro fez carícia com a ponta dos dedos ao redor dos lábios gostoso e tesudos da xoxota, fazendo Carol se arrepiar por completo. A língua começa então a passear pela buceta molhadinha, indo e vindo várias vezes. É como brincar de escorregar com algum algum prazer envolvido.

O sexo oral foi o melhor que ela já experimentou. Carol está completamente entregue ao prazer, com lambidas, e um dedo penetrando cada vez mais intensamente no meio das pernas da safada. Há um orgasmo com a língua, bem no meio lambuzando tudo, uma das melhores gozadas que ela já teve. Está sentindo as pernas tremerem, e o grelo quase já está ficando entorpecido.

O restante do tempo, foi de brincadeira de menina. Eram gatas se esfregando, tocando seus corpos com vontade, enquanto os beijos continuavam. Os peitos estavam duros de tanto tesão, e morder e sugar o mamilo um da outra parecia a brincadeira perfeita para duas boas garotas que gostam de sexo entre mulheres. Em determinado momento, eram só esfregadas e boas roçadas de buceta com buceta. Enquanto os gemidos tomavam conta do ambiente. Era algo incrível, tanto de se sentir como de ir além, e dar direito a Cátia de ter mais um orgasmo, desta vez muito mais intenso e gostoso.